Kiwis

Foto de GuidinhaPinto: Conversa à sombra dos kiwis
Foto de GuidinhaPinto: Aí estão eles, dependurados
Foto de Guidinha Pinto: É servida(o)?

O Kiwi é uma planta trepadeira originária do Vale do Rio Yang-Tze na China, onde cresce de forma silvestre nas margens dos rios e nas orlas sombreadas dos bosques. Pode alcançar até 9 metros de altura. O género Actinidia, ao qual pertence o Kiwi tem mais de 50 espécies, a maioria ornamentais e só algumas comestíveis. É uma planta dióica (plantas femininas e plantas masculinas). As variedades masculinas são essenciais para a plantação e devem ter a característica de florescer na mesma época das variedades femininas. A planta foi levada para a Nova Zelândia no início do século XX, onde a fruta foi melhorada e teve seu cultivo organizado.
Suas flores possuem pétalas brancas, de grande beleza e os frutos são de forma oval, de cor castanha, cobertos por uma penugem macia. Trata-se de uma fruta que além de bonita - possui uma polpa suculenta de cor verde esmeralda - e saborosa, que contém muitas sementes com substâncias nutritivas, que não devem ser retiradas.
Flores masculinas e femininas são necessárias para a polinização. As femininas produzem os frutos e as masculinas, apenas o pólen. A planta é polinizada pelo vento, pelos insectos em especial pelas abelhas e também manualmente. Eu sei isso, porque a primeira vez que meu Primo plantou kiwis, foi só com uma plantinha. Cresceu mas não deu flor nem fruto, claro. Então, mais tarde, a rir-se, disse-nos que tinham de plantar machos e fémeas ao lado uns dos outros para darem frutos. E assim fez. Plantou mais mudas e ao fim de dois anos teve esta carga de kiwis que se vê nas fotos.
Com alto valor nutritivo, o Kiwi oferece inúmeros benefícios para a saúde. Tem pouca gordura e nenhum colesterol. Possui ainda propriedades antioxidantes, prevenindo o envelhecimento das células e a formação de rugas na pele. Melhor comê-los que comprar cremes =)

O Kiwi foi reconhecido pelo exigente órgão americano FDA (Food and Drug Administration) como uma excelente fonte de vitaminas: um Kiwi médio tem mais de 100 mg de Vitamina C, além de Vitamina E, proteína, potássio, cálcio, ferro, magnésio, fósforo e fibras dietéticas. O Kiwi contém, ainda, os aminoácidos glutamato e arginina, além de Beta-caroteno, compostos fenólicos, flavonóides e clorofilina que reduz o risco de tumores.
Com essa composição, a fruta reúne efeitos anti-cancerígenos e anti-inflamatórios, além de reduzir o risco de doenças artério-coronarianas e fortalecer o sistema imunológico.
E mais. Informação pessoal actualizadíssima e confirmada: Combate a obstipação, queixa de uma grande maioria das minhas amigas. Um kiwi, comido em jejum, todas as manhãs, seguido de um copo de água, é remédio santo. Obrigada Dr. Piteira Barros, que tantas vezes mo recomendou quando eu estava a trabalhar no IPO, e eu não liguei! Mas agora faço minhas as suas palavras e até as divulgo.

Hoje em dia, os kiwis são plantados em vários países, mesmo no nosso quintal, tal como se vê nas fotos tiradas por mim, na quintinha dos meus primos, aqui nos arredores de Lisboa. Estamos sentados à sombra deles, que, dependurados, esperam ser colhidos.

Quando compro kiwis, escolho-os firmes, que cedam levemente à pressão. Não devem estar duros como pedra, nem moles. Guardo-os no frigorífico, e duram, duram…
Não se pode fazer gelatina utilizando kiwi. Tentei um dia utilizar este fruto cortado em fatias para decorar uma gelatina e o líquido não coalhou/coagulou. Procurei saber a razão. A culpa é da actinidina, uma enzima que amacia naturalmente as carnes sem alterar o sabor, impede a gelatina de endurecer, para além de coagular produtos à base de leite.

O kiwi pode ser consumido cru ou em batidos, sorvetes - ainda hei-de inventar uma receita - e em saladas.
Receita: Faço uma salada colorida, colocando num prato grande, à volta e alternadas, rodelas de tomate, de pepino, de queijo mozarela fresco, fatias finas de abacaxi e de kiwis, salpico uns rabos de camarões cozidos, uma pitada de flor de sal (de Tavira), oregãos, hortelã fininha, rego com um fio de azeite, e uns pingos de sumo de lima... é uma beleza para os olhos e um refrescante almoço para quem quer fazer uma dieta, nos dias quentes de Verão.
Alguma da informação "científica" foi buscada na NET.

6 comentários:

O Profeta disse...

Olá amiga,as coisa que aprendo contigo...

Beijinho

Tina disse...

Obrigada por partilhar!!!!
Bom fim de semana!!!!

obelix_508 disse...

espreitei os dois blogs da Guidinha! adorei.

O Profeta disse...

Preso na tua mão amarrotado papel
Que largas no meio da rua
Consagrando a certeza, eu e tu,
Somos a luz que continua

A lonjura desenha uma cruel ironia
Cobre o sentimento, no vale da distância
Deixa gravada no basalto negro
A tua doce lembrança

Boa semana

Profético beijo

Guidinha Pinto disse...

Profeta, fiquei embaraçada quando li dois "pedaços" (prefiro a "quadras") deste poema seu, oferecidos assim ... a uma faladura minha, sobre kiwis =).

"O basalto é uma rocha magmática que se forma à superfície dos continentes ou nos fundos oceânicos ..."

Pergunto: A ilha, o basalto, a lua, o partir e o voltar, a distância ... são motes, palavras próprias e sentires de um insular. Adivinhei?

Uma boa semana também para si. Volto só em meados de Setembro. Vou para onde não há computadores =)
Abraço.

Guidinha Pinto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.